9 de junho de 2016

O dono da pista

Post by Portofino Buffet

Screenshot_31
Não há dúvida que uma boa playlist é a chave para ditar o clima de uma festa e fazer com que noivos, aniversariantes e convidados liberem toda a emoção do momento e comemorem com intensidade e alegria uma data tão especial.

Por isso, a fina sintonia entre o profissional que estará no comando das pick-ups e os “donos” da festa é primordial, pois é ele que quem tocará as músicas certas nas horas certas, animará a pista de dança com brincadeiras e passará recados aos noivos e convidados.

O DJ Juliano Gonçalves, profissional da Agituss Sonorização, empresa especializada na área em Florianópolis, explica como não “dançar” na escolha do dono da pista.
Confira a entrevista!

O que levar em consideração na hora de escolher um DJ para a festa de casamento ou aniversário?
Juliano Gonçalves – Alguns pontos são bem importantes na escolha do profissional que vai comandar a pista de dança, como procurar ter boas referências do seu trabalho e saber das suas experiências anteriores como DJ de eventos sociais. A qualidade dos equipamentos também é um ponto a ser verificado na hora de conhecer o DJ, além de procurar saber do repertório geral que ele e dispõe. Se ele tem músicas de variados gêneros e se está atualizado com as novidades. Também é importante considerar sua apresentação pessoal nos eventos que já realizou, sua postura, dicção e trajes.

Qual a diferença de um repertório para casamento e outro para aniversário de 15 anos?
Juliano Gonçalves – A playlist que será tocada em um casamento geralmente tem um início mais calmo, com músicas tranquilas para o período da recepção e do jantar. A playlist para evento de 15 anos tem músicas mais direcionadas ao público adolescente no estilo balada mesmo do começo ao fim, se intensificando com as músicas do momento logo após a abertura da pista pela aniversariante.

E como fazer para decidir a contratação de uma banda ou ter somente o DJ comandando a pista de dança?
Juliano Gonçalves – Há vários pontos que devem ser levados em consideração nessa escolha. Mas decidir pelo DJ pode ser a decisão mais acertada, pois ele consegue manter por mais tempo a energia do momento, já que tem um repertório muito variado interpretado pelos artistas originais, não havendo diferenças e adaptações nas músicas que as pessoas gostam. O DJ tem a possibilidade de tocar na hora e sem necessidade de ensaios ou estrutura física uma música especial solicitada por algum convidado ou mesmo pelos “donos” da festa. Além disso, a pista comandada pelo profissional das pick-ups não tem pausa, já que ele tem controle do volume e do frenesi do repertório.

Como você faz para montar a playlist? Tem a ver com o gosto dos clientes e convidados ou existe um repertório geral para todos?
Juliano Gonçalves – A elaboração do repertório é feita através da preferência musical dos clientes. Antes da data do evento, realizamos algumas reuniões e alinhamos como serão as playlists tocadas em cada momento da festa, se há preferências por certos gêneros e restrições à algum estilo musical. Tudo isso tem que ser cuidadosamente acertado com os noivos ou aniversariante, inclusive se o DJ precisará passar algum recado ao longo da festa e se haverá brincadeiras com os convidados na pista de dança.

Existe um roteiro de músicas para início, meio e fim da festa? Se sim, como ele é definido pelo DJ?
Juliano Gonçalves – Existe sim um roteiro, e ele é definido de acordo com o estilo da festa. Por exemplo, em um casamento ou evento corporativo deverá ter músicas mais tranquilas para a recepção dos convidados, na sequência músicas mais animadas para a chegada dos noivos ou anfitriões, e por fim retornar para um repertório mais calmo para o momento do jantar. No caso de um casamento, no momento de abertura da pista de dança, a playlist deve ser especial, com músicas direcionadas para agradar aos pais, avós e tios dos noivos, seguindo uma sequência de músicas mais antigas até chegar nas atuais. Em um evento social há várias tribos e é preciso agradar a todos. Já em uma festa open bar, o ritmo de balada permanece do começo ao fim.